O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista.
  • O texto da submissão está em formato solicitado e segue os padrões e requisitos descritos em Diretrizes para Autores, disponíveis na página Sobre a Revista. Textos devem ter, no máximo, 20 páginas para Artigos Originais e Artigos de Revisão e até 10 páginas para Comunicações.
  • A identificação de autoria deste trabalho foi removida do arquivo e da opção propriedades do Word, garantindo desta forma o critério de sigilo da revista, conforme instruções disponíveis em Diretrizes para Autores, na seção Autoria.
  • Os dados dos autores devem ser preenchidos somente na Carta de Concordância e Originalidade", na Declaração de aprovação pelo Comitê de Ética, na Declaração de aprovação da pesquisa pelo CEUA, na Página de Metadados, na Declaração de transferência de direitos autorais e durante a submissão. No sistema de submissão, utilizar "incluir autor".
  • Preencher metadados também em inglês. Para tanto, clicar em editar metadados, mudar o idioma para o inglês e inserir o titulo em inglês, abstract e keywords. Salvar e continuar a submissão.
  • Não é aceito a citação de boletins ou resumos publicados em eventos científicos.
  • Não deve ser incluído no manuscrito tabela com análise de variância (ANOVA); informar resultado da análise estatística como texto.
  • Utilize "p" minúsculo e itálico para indicar probabilidade estatística: se houve diferença use p < 0,05 ou p < 0,01; se não houve diferença  use p > 0,05 ou p > 0,01.
  • O que não está previsto nas normas será dirimido pela Equipe Editorial ou editor de Área.
  • Em comentários do autor informar (em poucas palavras): relevância do estudo e problema; principal achado do estudo; contribuição do estudo; se o trabalho é original e se os resultados são parciais ou preliminares.
  • Assumo o compromisso de atuar como avaliador de manuscritos submetidos a Revista de Ciências Agrárias, emitir parecer fundamentado e dentro do prazo solicitado pela Revista.
  • Como parte do processo de submissão, os autores são convidados a acessar este link https://docs.google.com/a/editoracubo.com.br/document/d/1EkKmu6JcIm71E-n8tnK-0gHPAzMQ1mDonrDb3V5_R5k/edit?pli=1# e conferir se as informações e se seu manuscrito está completo bem como são convidados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

Política Editorial


 A Rev. Ciênc. Agrár. destina-se à divulgação de trabalhos gerados a partir de pesquisas originais, desenvolvidas tanto na região amazônica quanto em outras regiões brasileiras e/ ou em outros países. É publicada trimestralmente pela Universidade Federal Rural da Amazônia e é dirigida a pesquisadores, docentes, discentes e profissionais da área de ciências agrárias e de áreas afins.


 As submissões podem ser de diferentes tipos: artigos originais, notas científicas e artigos de revisão (a convite); em inglês ou português e relativas às áreas de Agronomia, Engenharia Florestal, Medicina Veterinária, Recursos Florestais, Recursos Pesqueiros e Zootecnia, Ciências Ambientais aplicadas à Agricultura e áreas afins relacionadas com a produção animal e vegetal.


 Antes de submeter um trabalho, recomenda-se a observação da declaração do COPE sobre ética e boas práticas para organização e escrita do trabalho. Para tanto, favor consultar o site http://publicationethics.org/. Esta revista observa e não aceita a publicação de: dados fabricados, dados falsificados ou falsos, publicação redundante ou duplicada, plágio, conflitos de autoria ou interesse, autores ‘fantasmas’, autores encobertos ou autores e/ ou coautores que não contribuíram com o trabalho. Vale destacar que não serão aceitos trabalhos que se refiram apenas a testes sobre a atividade de produtos químicos ou biológicos ou estresses fisiológicos bem como trabalhos gerados a partir de resultados de cultura in vitro, limitados ao melhoramento dos protocolos ou que não forneçam novas informações ao campo.


 Os autores devem garantir que os trabalhos submetidos à Rev. Ciênc. Agrár. não tenham sido publicados anteriormente e não estejam sendo apresentados para publicação em outra revista. Após aprovado, deve-se garantir que o trabalho publicado na revista não seja publicado em outro lugar.


 Ao submeter um manuscrito, o(s) autor(es) aceita(m) que o copyright de seu artigo seja transferido para a revista, se e quando o artigo for aceito para publicação. Em caso de aceite, a revista envia ao autor a “Declaração de transferência de direitos autorais”, que deve ser assinada pelo autor e devolvida. Artigos e ilustrações aceitos tornam-se propriedade da Rev. Ciênc. Agrár. . Nenhum material submetido à revista será devolvido aos autores. Todo o conteúdo do periódico estará licenciado sob uma Licença Creative Commons .


 O conteúdo dos trabalhos submetidos à publicação na Rev. Ciênc. Agrár. é de responsabilidade exclusiva de seu(s) autor(es).


 Autoria


 A autoria deve ser limitada àqueles que participaram e contribuíram substancialmente para o trabalho. Todas as informações sobre os autores e suas afiliações devem ser inseridas somente:



  • na Carta de Concordância e Originalidade, que deve ser apresentada da seguinte forma: o autor correspondente deve pedir ao(s) coautor(es) que lhe envie(m) um e-mail de concordância com os dizeres: "Eu, ..., concordo com o conteúdo do trabalho intitulado ‘.....’, estou de acordo com a submissão do mesmo à Rev. Ciênc. Agrár.  e confirmo que o mesmo foi gerado a partir de pesquisa original.” (Obs: encaminhá-lo para o endereço de e-mail pessoal, gerando, assim, os dados da mensagem original: assunto, data, de e para; marcar todo o corpo do e-mail, copiar e depois colar em um arquivo do “Word”. Desta maneira, tem-se todas as cartas de concordância dos coautores num mesmo arquivo). O autor correspondente deve inserir este documento no sistema como documento suplementar. O número máximo de autores permitido é 6 (seis). Não serão permitidas mudanças nos nomes de autores a posteriori. Colocar no sistema como documento suplementar.

  • na Declaração de aprovação pelo Comitê de Ética: em caso de pesquisas que envolvam animais e/ ou seres humanos, é obrigatória a inclusão de declaração de que todos os procedimentos foram aprovados pelo comitê de ética em pesquisa da instituição a que se vinculam os autores ou, na falta deste, por um outro comitê de ética em pesquisa indicado pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa do Ministério da Saúde (Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 196 de 10/10/96 sobre pesquisa envolvendo seres humanos. DOU 1996 Out 16; nº 201, seção 1:21082-21085). No caso de autores de outros países, os artigos deverão estar em conformidade com a Declaração de Helsinki e com as normas éticas locais.

  • na Declaração de aprovação da pesquisa pelo CEUA (Comitê de Ética com Uso de Animais): se o trabalho envolver a utilização de animais vivos, faz-se necessário enviar à Rev. Ciênc. Agrár.  a declaração de aprovação da pesquisa pelo CEUA. O não envio deste documento invalidará a tramitação do trabalho nesta revista. Em estudos experimentais envolvendo animais, os preceitos do Colégio Brasileiro de Experimentação Animal (COBEA) devem ser respeitados. Colocar no sistema como documento suplementar;

  • na Página de Metadados (colocar no sistema como documento suplementar), onde devem constar:


○             Título do trabalho no idioma principal (em inglês ou em português);


○             Título do trabalho no segundo idioma (em inglês ou em português);


○             Nome dos autores (com índice numérico para referenciar a afiliação e asterisco para sinalizar o autor correspondente): os nomes dos autores devem estar tal como utilizado em trabalhos acadêmicos;


○             Afiliação de todos os autores (citar apenas uma afiliação para cada autor, sendo este o local onde o trabalho foi desenvolvido; inserir respectivos índices numéricos, relacionando autor e afiliação). Modelo: [Universidade (nome por extenso)/ Cidade/ Estado/ País (todos os itens são obrigatórios)];


○             Autor correspondente Modelo: [* e-mail do autor correspondente (item obrigatório)];


○             Contribuição dos autores (descrição da contribuição de cada autor para o trabalho). Modelo: [Antonio Dias realizou os experimentos e a escrita científica; Maria Cândido contribuiu com a revisão bibliográfica e a escrita científica; Fernanda Cândido contribuiu com a escrita científica e com a revisão ortográfica e gramatical do trabalho];


○             Agradecimentos (incluir instituições que, de alguma forma, possibilitaram a realização da pesquisa e/ ou pessoas que colaboraram com o estudo, mas que não preencheram os critérios necessários à caracterização de coautores);


○             Fontes de financiamento (devem ser indicadas, caso o trabalho tenha recebido ou não auxílio financeiro. Informar o tipo de auxílio, o nome do agente financeiro e o número do processo. Caso o trabalho não tenha recebido financiamento, por favor, declare “Não houve fonte de financiamento”.);


○             Conflito de Interesse (caso haja, os autores devem informar, incluindo interesses políticos e/ ou financeiros associados a patentes ou propriedade, provisão de materiais e/ ou insumos e equipamentos utilizados no estudo pelos fabricantes. Se não houver, declarar por escrito: “os autores declaram não haver conflito de interesse”).


 no sistema de submissão on-line da revista, em que os nomes dos autores e coautores e respectivas afiliações devem aparecer da mesma forma, sempre que solicitados;



  • na Declaração de transferência de direitos autorais (em caso de  aprovação do trabalho). Colocar no sistema como documento suplementar.


 Autores e afiliações não devem ser incluídos no arquivo do trabalho (corpo do texto) para garantir a avaliação duplo-cega. Também devem ser retiradas todas as propriedades dos arquivos enviados.


 Formato e preparação do trabalho


 Todos os arquivos devem estar completos e revisados, segundo as “Diretrizes para autores” desta revista. Devem ser preparados utilizando o editor de texto Microsoft Word® 2007 ou posterior, conforme as seguintes especificações:



  • folha tamanho A4 (210 x 297 mm);

  • margem de 3 cm;

  • eespaçamento 1,5;

  • formatação em coluna única;

  • fonte Times New Roman, tamanho 12;

  • numeração sequencial de páginas na parte superior direita em algarismos arábicos.


 Figuras devem estar inseridas no corpo do documento, em posição que proporcione o melhor fluxo de leitura. Tabelas devem ser inseridas ao final, após as referências.


Os arquivos a serem apresentados pelo(s) autor(es) no momento da submissão são os seguintes:



  • Carta de Concordância e Originalidade (de acordo com o exposto acima);

  • Declaração de aprovação pelo Comitê de Ética (de acordo com o exposto acima e obrigatório em caso de pesquisas que envolvam animais e/ ou seres humanos);

  • Declaração de aprovação da pesquisa pelo CEUA - Comitê de Ética com Uso de Animais – (de acordo com o exposto acima);

  • Página de Metadados (de acordo com o exposto acima);

  • Trabalho (de acordo com o que segue abaixo e organizado de acordo com estas instruções. Nomes de autores devem aparecer apenas nos documentos acima mencionados; não devem ser inseridos no trabalho.).


 Tipos de trabalhos


 A Rev. Ciênc. Agrár. aceita submissões de Artigos Originais, Artigos de Revisão e Comunicações (Notas Científicas e Técnicas). Todos os trabalhos, independente do tipo, devem estar de acordo com as “Diretrizes aos Autores” e escritos na forma impessoal.


 Artigos Originais: devem conter até 20 páginas, incluindo figuras e tabelas; devem apresentar as seguintes seções: Título em português, Resumo, Palavras-chave, Título em inglês, Abstract, Keywords, Introdução, Material e Métodos, Resultados e Discussão (ou a combinação destes), Conclusões e Referências; os títulos de cada seção devem ser numerados sequencialmente (à exceção do tópico Referências), grafados em negrito e com letras iniciais maiúscula, e justificados à esquerda. Não são aceitos subtítulos.


 Artigos de Revisão: devem conter até 20 páginas, incluindo figuras e tabelas; devem apresentar: Título em português, Resumo, Palavras-chave, Título em inglês, Abstract, Keywords, Introdução, Desenvolvimento, Considerações finais e Referências; os títulos de cada seção devem ser numerados sequencialmente (à exceção do tópico Referências), grafados em negrito e com letras iniciais letra maiúscula, e justificados à esquerda.


 Comunicações (Notas Científicas/Técnicas): não devem exceder 10 páginas, incluindo figuras e tabelas; as normas para elaboração são as mesmas das do Artigo Original, exceto nos seguintes pontos: o Resumo deve conter 150 palavras; o trabalho deve conter, no máximo, 10 páginas; e o número de referências deve limitar-se a 15; quando a Nota for redigida em português, deve conter também Abstract e Keywords e, quando redigida em inglês, deve conter também Resumo e Palavras-chave.


 Estrutura e organização dos trabalhos


 Cada trabalho deve apresentar os itens a seguir, de acordo com seu tipo. O trabalho não deve ser identificado e, portanto, não deve conter nome(s) de autor(es) ou quaisquer outros itens que o(s) identifique(m). Os dados de autoria devem ser reservados para a Página de Metadados e outros documentos acima mencionados.


 Título no idioma principal do trabalho: deve ser conciso e indicar o conteúdo do trabalho; deve estar centralizado, em negrito e somente com a primeira letra da sentença em maiúscula; não deve ser iniciado com palavras como “efeito”,  “influência” ou “avaliação”; não deve possuir subtítulo, sigla ou fórmula; não deve conter nome científico, exceto de espécies pouco conhecidas (neste caso, apresentar somente o nome binário); não deve ultrapassar o limite de 15 palavras; deve conter palavras que facilitem a recuperação do trabalho por índices desenvolvidos por bases de dados que catalogam a literatura.


 Título no segundo idioma do trabalho: estando o trabalho em português, o segundo título deve ser apresentado em inglês e vice-versa; deve ser inserido logo após o primeiro título e ser construído com as mesmas indicações atribuídas ao Título no idioma original do trabalho.


 Resumo e Abstract: devem conter no máximo 250 palavras cada um, ser elaborado com frases sucintas e em um só parágrafo; não devem repetir o título; cada frase deve ser uma informação; não devem apresentar citações; devem ser iniciados por uma breve frase introdutória, que justifique o trabalho, seguida pelos objetivos, objeto estudado, resultados mais importantes e conclusões; toda e qualquer sigla deve vir precedida da forma por extenso. Todo trabalho deve conter Resumo (em português) e Abstract (em inglês).


 Palavras-chave e Keywords: devem respeitar o limite mínimo de três e máximo de cinco, tanto em português quanto em inglês; devem estar grafadas em minúsculas, separadas por vírgulas, sem ponto final, com informações que permitam a compreensão e a indexação do trabalho; não são aceitas palavras que já constem no Título. Todo trabalho deve conter Palavras-chave (em português) e Keywords (em inglês).


 Introdução: explanação de forma clara e objetiva do problema investigado ou das hipóteses do trabalho; não deve ultrapassar duas páginas; deve abordar a pertinência e relevância do trabalho, além de conter apenas citação de referências específicas, visando estabelecer relação com trabalhos publicados sobre o assunto; no final da Introdução, como último parágrafo, deve-se apresentar a hipótese científica e os objetivos do estudo.


 Material e Métodos: devem apresentar a seguinte sequência lógica: descrição do local, período de realização da pesquisa, delineamento experimental e tratamentos, materiais e técnicas utilizadas, análise estatística utilizada bem como as transformações dos dados; tratamentos e variáveis devem ser bem detalhados, porém deve-se evitar o uso de abreviações ou siglas; técnicas e procedimentos de rotina devem ser apenas referenciados; as informações devem ser suficientes para que outros pesquisadores possam repetir o experimento.


 Desenvolvimento (exclusivo para Artigos de Revisão): deve ser escrito de forma crítica, apresentando a evolução do conhecimento, as lacunas existentes e o estado atual da arte, com base no referencial teórico disponível na literatura coligida.


 Resultados e Discussão: devem interpretar os resultados do trabalho de forma consistente, evitando comparações desnecessárias, isto é, as novas descobertas devem ser confrontadas com o conhecimento já obtido; comparações, quando pertinentes, devem ser discutidas e redigidas de forma a facilitar a compreensão do leitor; dados não apresentados não podem ser discutidos; tabelas e figuras não devem ser repetidas, no entanto, todos os seus dados devem ser discutidos; deve-se evitar o uso de nomes de variáveis e tratamentos abreviados. Resultados podem ser apresentados como uma subseção do texto ou juntamente com a discussão.


 Conclusões: devem ser apresentadas em frases sucintas, sem comentários adicionais, com o verbo no presente do indicativo; não devem ser uma repetição dos resultados e devem responder aos objetivos expressos no trabalho; não podem consistir em um resumo dos resultados; devem apresentar as novas descobertas da pesquisa.


 Citações no corpo do texto: se o(s) autor(es) for(em) citado(s) entre parênteses, deve(m) estar(em) apenas com  a letra inicial maiúscula, separadas por ponto e vírgula e em ordem cronológica.



  • Exemplos: (Reis & Fernandes, 2009); mais de dois autores (Reis et al., 2009).


Quando o nome do autor estiver incluído na sentença (frase/oração), deve estar grafado com as iniciais maiúsculas e com a indicação da data.



  • Exemplo: Reis & Fernandes (2009).


Para mais de dois autores, em citações dentro ou fora dos parênteses, deve-se apresentar o primeiro nome seguido da expressão “et al.”;


Toda a bibliografia utilizada e citada no texto deverá, obrigatoriamente, estar na lista de referências, assim como, toda a lista de referências deve estar citada no texto.


Referências: devem estar de acordo com as normas da ABNT NBR 6023:2002 (abaixo seguem alguns exemplos); devem respeitar a seguinte formatação: espaço simples, com alinhamento justificado, listadas em ordem alfabética pelo sobrenome; devem contemplar toda e somente a bibliografia citada no texto; títulos incluídos nas referências devem estar grafados em itálico; o trabalho deve possuir, no máximo, 25 referências para artigo científico, 30 para artigo de revisão e 15 para comunicações, sendo a maioria oriunda de periódicos recentes (últimos cinco anos). Citar todos os autores. Não use et al.


Exemplos:



  • Livro:


SARRUGE, J. R.; HAAG, H. P. Análises químicas em plantas. Piracicaba: ESALQ, 1974. 56 p.



  • Capítulo de livro:


WILLIAMS, E. S. Canine distemper. In: WILLIAMS, E. S.; BARKER, I. K. (Eds.). Infectious diseases of wild mammals. 3. ed. Ames: Iowa State University Press, 2001. p. 50-58.



  • Periódicos:


KOUTINAS, A. F.; POLIZOPOULOU, Z. S.; BAUMGAERTNER, W.;  LEKKAS, S.; KONTOS, V. Relation of clinical signs to pathological changes in 19 cases of canine distemper encephalomyelitis. Journal of Comparative Pathology, v. 126, n. 1, p. 47-56, 2002.



  • Teses e Dissertações (deve ser evitada a citação):


GUEDES, E. M. S. Atributos químicos e físicos de um Latossolo Amarelo argiloso e produção de soja em sistemas de manejo, no município de Paragominas/PA. 2009. 75 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia)-Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém, 2009.



  • Boletins, trabalhos de congresso e outros eventos: Não fazer citações.

  • Publicações eletrônicas:


SILVA, M. S.; SILVA, L. R. D.; SILVA, S. M.; SOBRINHO, R. S. D. Qualidade de jaca dura (Artocarpus heterophylus) minimamente processada armazenada em diferentes temperaturas. SENGE-PB, 2009. Disponível em: <http:/www.sengepb.com.br/site/wp-content/uploads/2009/12/t023.pdf>. Acesso: 5 maio 2010.



  • Legislação:


BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 27, de 13 de janeiro de 1998. Aprova o Regulamento Técnico referente à Informação Nutricional Complementar (declarações relacionadas ao conteúdo de nutrientes), constantes do anexo desta Portaria. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 16 jan. 1998.                                  


Tabelas: devem estar numeradas com algarismos arábicos, apresentadas ao final do texto (após as referências) e cada uma em uma página separada; devem conter sempre um título autoexplicativo, claro e conciso; título no segundo idioma do trabalho: estando o trabalho em português, o segundo título deve ser apresentado em inglês e vice-versa; não devem ser utilizadas linhas verticais; não devem possuir letras sobrescritas em seus valores; linhas horizontais devem aparecer para separar o título do cabeçalho e este do conteúdo, além de uma ao final, na base da tabela; devem ser editadas em Microsoft Word® 2007 ou posterior; não devem ser importadas do Excel® ou Powerpoint®; elementos enviados no formato de imagem não serão aceitos e acarretarão atrasos na avaliação e na publicação do trabalho; cada valor presente na tabela deve ser digitado em células distintas, centralizado e alinhado; as tabelas devem ser dimensionadas da seguinte forma: largura de uma coluna (8 cm) ou de uma página (17 cm).


 Figuras: são considerados figuras todos os gráficos, desenhos, mapas, diagramas e fotografias usados para ilustrar o texto; devem estar inseridas no corpo do texto, de modo que proporcionem melhor fluxo de leitura e compreensão do texto como um todo; caso haja texto dentro da figura, este deve acompanhar o idioma do trabalho e estar legível; toda figura deve ser citada no texto, apresentar legenda e fonte de origem; toda legenda deve indicar à que figura se refere; figuras não-originais (de outro autor ou trabalho) devem conter, após o título, a fonte de origem; devem ser dimensionadas da seguinte forma: largura de uma coluna (8 cm) ou de uma página 17 cm.; para fotos e mapas, coloridos ou não, deve-se utilizar resolução de 150 a 300 dpi; não serão aceitas figuras que repitam as informações das tabelas; fotos coloridas, quando imprescindíveis a critério da Equipe Editorial, serão, também, aceitas; não devem ser utilizadas linhas de borda na área de plotagem e nem na área do gráfico (figura); nos gráficos, as designações das variáveis dos eixos X e Y devem ter iniciais maiúsculas, seguidas das unidades entre parênteses; título no segundo idioma do trabalho: estando o trabalho em português, o segundo título deve ser apresentado em inglês e vice-versa.


 Uso de unidades: nos exemplos seguintes, o formato correto é o que se encontra no lado direito da igualdade: 10 horas = 10 h; 32 minutos = 32 min; 5 l (litros) = 5 L; 45 ml = 45 mL; l/s = L s-1; 27oC = 27 oC; 0,14 m3/min/m = 0,14 m3 min-1m-1; 100 g de peso/ave = 100 g de peso por ave; g por planta = g/planta; 2 toneladas = 2 t; mm/dia = mm d-1; 2x3 = 2 x 3 (com espaçamento); 45,2 - 61,5 = 45,2-61,5 (sem espaçamento). A unidade de % deve estar junto ao número (Ex.: 45%); quando, no texto, existirem valores numéricos seguidos, deve-se colocar a unidade somente no último valor (Ex.: 20 e 40 m; 56,0, 82,5 e 90,2%); quando for pertinente, deve-se deixar os valores numéricos com, no máximo, duas casas decimais; as grandezas devem ser expressas no SI (Sistema Internacional) e a terminologia científica deve seguir as convenções internacionais de cada área em questão.


 Siglas e abreviações: se a sigla for lida como uma palavra e contiver mais de três letras, apenas a letra inicial deve ser grafada em maiúscula; nos demais casos (siglas até três letras e as que são lidas letra a letra, sem formar palavra) todas as letras devem ser grafadas em maiúsculas;  o nome por extenso de uma instituição deve ter apenas a primeira letra de cada nome em maiúscula; a abreviação do título da Revista de Ciências Agrárias é Rev. Ciênc. Agrár. e deve ser utilizada em bibliografias, notas de rodapé, referências e legendas bibliográficas.


 Termos em latim: devem-se apresentar os termos em latim em itálico, exceto para o termo "et al."


 Termos estrangeiros: devem ser mantidos em destaque somente termos específicos, ressaltados no manuscrito; palavras incorporadas à língua portuguesa não devem ser destacadas (Ex.: marketing, e-mail, software etc.).


 Checklist para autores: antes de submeter seu trabalho, acesse este link (https://docs.google.com/a/editoracubo.com.br/document/d/1EkKmu6JcIm71E-n8tnK-0gHPAzMQ1mDonrDb3V5_R5k/edit?pli=1# ) e confira se as informações e se seu manuscrito estão completos. A Rev. Ciênc. Agrár. observará se seu trabalho está completo, no início das avaliações.


 Após conferir a formatação e ter preparado os arquivos de acordo com as recomendações acima, siga para a etapa de Submissão On-line (Veja abaixo).


 Submissão do trabalho


 Quando o trabalho estiver de acordo com a “Política Editorial” e as “Diretrizes aos autores” desta revista, a submissão do mesmo deve ser feita através deste site. A Rev. Ciênc. Agrár.  utiliza o Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER), sistema costumizado pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), a partir do Open Journal Access (OJS), desenvolvido pelo Public Knowledge Project. Neste sistema, o autor deve primeiro se cadastrar, para que obtenha login e senha de acesso. Ao acessar o sistema, basta atentar-se aos dados a serem preenchidos e anexar os documentos necessários. Ao finalizar a submissão, uma mensagem automática de confirmação é enviada ao autor, via e-mail.


 Informações adicionais e importantes


 Experimentos de campo devem incluir dados de, pelo menos, dois anos ou de várias localidades, dentro do mesmo ano.



  • Experimentos em ambientes controlados devem apresentar dados de, pelo menos, uma repetição do experimento.

  • Não serão aceitos trabalhos que se refiram apenas a testes sobre a atividade de produtos químicos ou biológicos ou estresses fisiológicos bem como trabalhos gerados a partir de resultados de cultura in vitro, limitados ao melhoramento dos protocolos ou que não forneçam novas informações no campo.

  • Não serão aceitos trabalhos que se limitem a registrar a ocorrência de espécies de pragas em localidades dentro de regiões geográficas onde eles já sejam conhecidos.

  • Trabalhos submetidos fora das normas da revista serão reavaliados uma única vez.


 Contato


 Em caso de dúvidas, após a leitura destas “Diretrizes para autores”, recomenda-se a consulta ao mais recente número publicado pela revista. Os autores podem, ainda, comunicar-se com a Rev. Ciênc. Agrár. pelo e-mail: ajaes.suporte@gmail.com