Tolerância de Mimosa caesalpiniaefolia Benth. associada a micorrizas arbusculares em substrato da mineração de manganês

Artigo principal Conteúdo

Kaio Gráculo Vieira Garcia Vânia Felipe Freire Gomes Paulo Furtado Mendes Filho Claudia Miranda Martins Aldênia Mendes Mascena de Almeida José Maria Tupinambá da Silva Júnior

Resumo

A exploração mineral é considerada uma das principais ações antrópicas que causam a poluição do solo com metais, dentre os quais se encontra o manganês (Mn), que quando em excesso pode causar sintomas de toxidez, inibir o crescimento das plantas e causar alterações nas comunidades vegetais. Objetivou-se avaliar os efeitos dos fungos micorrízicos arbusculares (FMA) na tolerância da espécie Mimosa caesalpiniaefolia Benth. ao substrato degradado pelo rejeito da mineração de Mn e mata preservada. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em arranjo fatorial 2 x 4, considerando-se: i) dois tipos de substrato (degradado pelo rejeito da mineração de Mn e mata preservada); ii) quatro tratamentos de inoculação com FMA (controle não inoculado, Rhizophagus clarus, Claroideoglomus etunicatum e Mix) com quatro repetições. Aos 60 dias após o transplantio, as variáveis analisadas foram: massa da matéria seca da parte aérea e raiz, densidade de esporos, colonização micorrízica, teor de N e P na parte aérea, teor de Mn na parte aérea e raiz e o fator de translocação de Mn. A inoculação com FMA influencia de forma positiva no aumento da massa da matéria seca da parte aérea e raiz, bem como na tolerância da espécie M. caesalpiniaefolia Benth ao Mn. A espécie vegetal apresenta colonização micorrízica mesmo sob condições de baixa densidade de esporos no substrato com elevado teor de Mn. M. caesalpiniaefolia Benth atua como fitoestabilizadora em áreas degradadas pela mineração de Mn, independente da inoculação com FMA.


 

Detalhes do Artigo

Como Citar
GARCIA, Kaio Gráculo Vieira et al. Tolerância de Mimosa caesalpiniaefolia Benth. associada a micorrizas arbusculares em substrato da mineração de manganês. Revista de Ciências Agrárias/Amazonian Journal of Agricultural and Environmental Sciences, [S.l.], v. 60, n. 3, p. 247-255, fev. 2018. ISSN 2177-8760. Disponível em: <http://periodicos.ufra.edu.br/index.php/ajaes/article/view/2500>. Acesso em: 24 jun. 2018.
Seção
Artigos Científicos