Tráfego de máquinas agrícolas em cultivo de palma de óleo

implicações na qualidade física do solo

Palavras-chave: Elaeis guineensis Jacq., Resistência do solo à penetração, Teste de Proctor, Grau de compactação, Operações mecanizadas

Resumo

Embora a palma de óleo seja cultivada em grande escala e em diferentes tipos de solos no estado do Pará, mudanças nas propriedades físicas do solo nestas áreas não vêm sendo monitoradas. Assim, o objetivo do trabalho foi avaliar a qualidade física de um Latossolo Amarelo cultivado com palma de óleo após 30 anos de implantação. Amostras de solo com estrutura deformada e indeformada foram coletadas nas profundidades de 0-20 e 20-40 cm, na zona de tráfego. O grau de compactação (GC) foi calculado a partir da densidade
máxima do solo obtida pelo teste de Proctor e sua resistência à penetração (RP) determinada em amostras equilibradas em dez potenciais matriciais. Influência das mudanças temporais da umidade do solo na RP também foram avaliadas. Os parâmetros GC e RP demonstraram que a área avaliada apresenta compactação. O GC nas duas profundidades ficou acima de 90% sendo mais intenso na camada de 0-20 cm. Porém, quando avaliado pela RP, o estado de compactação foi mais evidente na camada de 20-40 cm e, as variações na umidade do solo ao longo de um ano mostraram que nos meses mais secos o solo apresenta valores limitantes de RP nesta camada. Desta forma, este estudo indica que o crescimento e desenvolvimento da palma de óleo pode estar sendo restringido pela compactação e sobretudo pela elevada
resistência à penetração nos meses de menor disponibilidade de água.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sueli Rodrigues, Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA)

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (2008). Mestrado (2010) e doutorado (2014) em Ciências, com área de concentração em Solos e Nutrição de Plantas pela Universidade de São Paulo. Atualmente é pós doutoranda na Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) no curso de Pós-Graduação em Agronomia. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Física do Solo, atuando principalmente nos seguintes temas: qualidade física do solo em sistemas de produção e ambientes naturais, aeração do solo, intervalo hídrico ótimo e permeabilidade do solo ao ar.

Referências

ALVARES, C. A.; STAPE, J. L.; SENTELHAS, P. C.; GONÇALVES, J. L. M.; SPAROVEK, G. Köppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift, Stuttgart, v. 22, n. 6, p. 711-728, 2013.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. ABNT NBR 7182: Solo: Ensaio de Compactação. Rio de Janeiro: ABNT, 1986. 11 p.

BETIOLI JÚNIOR, E.; MOREIRA, W. H.; TORMENA, C. A.; FERREIRA, C. J. B.; SILVA, A. P.; GIAROLA, N. F. B. Intervalo hídrico ótimo e grau de compactação de um latossolo vermelho após 30 anos sob plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 36, n. 1, p. 971-982, 2012.

BLAKE, G. R.; HARTGE, K. H. Bulk density. In: KLUTE, A. (ed.). Methods of soil analysis: physical and mineralogical methods. 2. ed. Madison: Soil Science Society of America: American Society of Agronomy, 1986. p. 363-375.

BUSSCHER, W. J. Adjustment of flat-tipped penetrometer resistance data to a common water content. American Society of Agricultural Engineers, Saint Joseph, v. 33, n. 2, p. 519-524, 1990.

COLOMBI, T.; TORRES, L. C.; WALTER, A.; KELLER, T. Feedbacks between soil penetration resistance, root architecture and water uptake limit water accessibility and crop growth: a vicious circle. Science of the Total Environment, Amsterdam, v. 626, n. 1, p. 1026-1035, 2018.

GARDNER, W. H. Water content. In: KLUTE, A. (ed.). Methods of soil analysis: physical and mineralogical methods. 2. ed. Madison: American Society of Agronomy, 1986. p. 493-541.

GEE, G. W.; BAUDER, J. W. Particle-size analysis. In: KLUTE, A. (ed.). Methods of soil analysis: physical and mineralogical methods. 2. ed. Madison: American Society of Agronomy, 1986. p. 383-411.

HÅKANSSON, I. A method for characterizing the state of compactness of the plough layer. Soil and Tillage Research, Amsterdam, v. 16, n. 2, p. 105-120, 1990.

HANSEN, S. B.; PADFIELD, R.; SYAYUTI, K.; EVERS, S.; ZAKARIAH, Z. MASTURA, S. Trends in global palm oil sustainability research. Journal of Cleaner Production, Amsterdam, v. 100, n. 1, p. 140-149, 2015.

KLUTE, A. Water retention: laboratory methods. In: KLUTE, A. (Ed.). Methods of soil analysis: physical and mineralogical methods. 2. ed. Madison: American Society of Agronomy, 1986. p. 635-660.

OLIVEIRA, P. D.; SATO, M. K.; LIMA, H. V.; RODRIGUES, S.; SILVA, A. P. Critical limits of the degree of compactness and soil penetration resistance for the soybean crop in N Brazil. Journal of Plant Nutrition Soil Science, Hoboken, v. 179, n. 1, p. 78-87, 2016.

PASSOS, R. R.; COSTA, L. M.; ASSIS, I. R.; SANTOS, D. A.; RUIZ, H. A.; GUIMARÃES, L. A. O. P.; ANDRADE, F. V. Least limiting water range of Udox soil under degraded pastures on different sun-exposed faces. Institute of Agrophysics, Lublin, v. 31, n. 3, p. 393-400, 2017.

R DEVELOPMENT CORE TEAM. R: a language and environment for statistical computing. Vienna: R Foundation for Statistical Computing, 2011.

RHEBERGEN, T.; FAIRHURST, T.; ZINGORE, S.; FISHER M.; OBERTHÜR, T.; WHITBREAD, A. Climate, soil and land-use based land suitability evaluation for oil palm production in Ghana. European Journal of Agronomy, Amsterdam, v. 81, n. 1, p. 1-14, 2016.

SANTOS, R. D.; LEMOS, R. C.; SANTOS, H. G.; KER, J. C.; ANJOS, L. H. C.; SHIMIZU, S. H. Manual de descrição e coleta de solo no campo. 6. ed. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2013. 100 p.

SATO, M. K.; LIMA, H. V.; DE OLIVEIRA, P. D.; RODRIGUES, S. Critical soil bulk density for soybean growth in Oxisols. Institute of Agrophysics, Lublin, v. 29, n. 4, p. 441-447, 2015.

SATO, M. K.; LIMA, H. V.; FERREIRA, R. L. C.; RODRIGUES, S.; SILVA, A. P. Least limiting water range for oil palm production in Amazon region, Brazil. Scientia Agricola, Piracicaba, v. 74, n. 2, p. 148-156, 2017.

SHAH, A. N.; TANVEER, M.; SHAHZAD, B.; YANG, G.; FAHAD, S.; ALI, S.; BUKHARI, M. A.; TUNG, S. A.; HAFEEZ, A.; SOULIYANONH, B. Soil compaction effects on soil health and crop productivity: an overview. Environmental Science and Pollution Research, Basel, v. 24, n. 11, p. 10056-10067, 2017.

SUZUKI, L. E. A. S.; REICHERT, J. M.; REINERT, D. J. Degree of compactness, soil physical properties and yield of soybean in six soils under no-tillage. Soil Research, Clayton South, v. 51, n. 4, p. 311-321, 2013.

TORMENA, C. A.; ARAUJO, M. A.; FIDALSKI, J.; COSTA, J. M. Variação temporal do intervalo hídrico ótimo de um Latossolo Vermelho distroférrico sob sistemas de plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 31, n. 2, p. 211-219, 2007.

WALKLEY, A.; BLACK, I. A. An examination of the Degtjareff Method for determining soil organic matter and a proposed modification of the Chromic Acid Titration Method. Soil Science, Alphen aan den Rijn, v. 37, n. 3, p. 29-38, 1934.

WOITTIEZ, L. S.; VAN WIJK, M. T.; SLINGERLAND, M.; VAN NOORDWIJK, M.; GILLER, K. E. Yield gaps in oil palm: a quantitative review of contributing factors. European Journal of Agronomy, Amsterdam, v. 83, n. 1, p. 57-77, 2017.

ZURAIDAH, Y.; HANIFF, M. H.; ZULKIFLI, H. Does soil compaction affect oil palm standing biomass? Journal of Oil Palm Research, Kajang, v. 29, n. 3, p. 352-357, 2017.

ZURAIDAH, Y.; ZULKIFLI, H.; HANIFF, M. H.; NUR ZUHAILI, H. A. Z. A.; NORDIANA, A. A.; SHUIB, A. R.; AFIFAH, A. R.; NUR MAISARAH, J. Alterations of soil physical properties due to mechanization activities under oil palm on Bernam Series soil. International Journal of Agriculture Innovations and Research, Bhopal, v. 3, n. 5, p. 1435-1446, 2015.

Publicado
2019-02-21
Seção
Artigos Científicos